WhatsApp DataCentrics Corporate Cloud Telefone DataCentrics Corporate Cloud
55 51 3021-0300

4 razões para possuir uma sala de contingência de TI

Confira as principais razões para possuir uma sala de contingência de TI na sua empresa.

Toda atividade, qualquer que seja sua natureza, possui riscos próprios. Porém, algumas atividades podem se tornar inviáveis caso a área de tecnologia da informação seja afetada por alguns desses riscos. Para que o negócio esteja operando com o mínimo de riscos possível, é interessante possuir uma sala de contingência de TI. Veja algumas razões para tê-la, mas antes entenda o que é um plano de contingência!

Plano de contingência

Plano de contingência é um planejamento que uma empresa faz que objetiva manter a continuidade da atividade em casos de ocorrência de um evento não programado. Quando se fala de plano de contingência de TI, podemos pensar em planos elaborados que manterão o negócio, mesmo que haja um sinistro que afete os serviços de TI, suas áreas ou equipamentos.

A área de Tecnologia da Informação tem riscos operacionais e técnicos, como:

  • Desenvolvimento de sistemas da empresa de forma não padronizada, que dificulta ou impossibilita a manutenção;
  • Indisponibilidade de serviços de TI por inexistir sites alternativos que garantam a continuidade do processamento, em caso de problemas nas máquinas principais;
  • Indisponibilidade de serviços por implantar software não compatível com a infraestrutura de TI.

Uma boa forma de lidar com o gerenciamento desses riscos é possuir uma sala de contingência de TI. Vamos às razões?

Manter o negócio funcionando

Toda empresa precisa se prevenir em ocorrências de casos fortuitos que tendem a gerar uma crise no funcionamento. A prevenção ocorre com um plano de continuidade de negócios, o plano de contingência, que deve estar sempre atualizado, com as ações planejadas, documentadas e testadas.

No caso de TI, deve-se estar preparado para algum tipo de impedimento na empresa principal, que impede a presença dos colaboradores nela. É necessário dispor de recursos para que eles trabalhem em outro local, com estrutura mínima, para a operação de tecnologia da informação voltar à normalidade. Esse outro local é exatamente a sala de contingência de TI.

Exemplo prático: o banco entrou em greve ou acabou a energia, mas os gerentes precisam continuar trabalhando, com os sistemas e computadores. Eles podem ser realocados na sala de contingência da empresa de TI parceira do banco, caso tenha. É uma solução externa para os problemas internos.

Minimizar danos

Ao manter a continuidade do negócio, a empresa consegue gerir melhor a crise de funcionamento precário, minimizando o impacto das perdas e da capacidade de prover os serviços de TI. Um impacto no ambiente de TI gera transtornos não só operacionais para a empresa, mas também financeiros.

As informações são os principais ativos das organizações, e uma sala de contingência consegue assegurar a estabilidade e disponibilidade dos dados a qualquer tempo, inclusive em momentos de imprevisões.

Investimento de retorno certo

Com todas as informações já colocadas aqui, é fácil perceber que a ausência de um plano e de uma sala de contingência em TI causará transtornos financeiros para a empresa, devido à possibilidade de um sinistro inviabilizar suas atividades.

O investimento nessa forma de minimizar danos é alto, porém necessário para garantir o bom funcionamento do negócio. Imagine que uma empresa fique sem energia por 24 horas, ficando sem seu sistema central de dados. Imagine o valor do prejuízo, não só pelo que deixa de ganhar, mas pela depreciação da marca e da credibilidade, por possíveis processos jurídicos.

É impensável uma atividade não possuir uma sala de contingência de TI. Quer nos dar outras boas razões para tê-la? Comente! Assine nossa newsletter para mais conteúdos gratuitos e exclusivos!

VOLTAR